Quem vos escreve e inicia essa descrição é a Cristina: a amiga Cinderela dos contos de fada. Na vida real é romanticamente racional, tímida extrovertida e um tanto rude.Maria é a  Bela dos contos de fada. Na vida real é extravagante, decidida, às vezes  arrogante e extremamente bondosa (provavelmente algumas palavras serão diferentes a partir do ponto de vista dela).

Era uma vez... numa terra muito distante...uma princesa linda, independente e cheia de auto-estima. Ela se deparou com uma rã enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo era relaxante e ecológico... Então, a rã pulou para o seu colo e disse: linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A tua mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavar as minhas roupas, criar os nossos filhos e seríamos felizes para sempre... Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria, pensando consigo mesma: - Eu, hein?... nem morta! Luís Fernando Veríssimo

O blog surgiu de alguns emails trocados entre nós duas (trabalhar, estudar e crescer nos impede muitas vezes de sentarmos no sofá e nos entupir de jujubas e pipocas até anoitecer). Mas dos diferentes assuntos compartilhados, e até mesmo discutidos, em todos esses anos, o assunto campeão: relacionamentos amorosos.

Todas nós (de fato nenhum homem estaria lendo isso aqui) um dia já acreditamos em que o “príncipe” moldado a você iria aparecer. Estimuladas pelos desenhos da Disney, acreditamos por muito tempo em nosso “forever and ever” e “happy ending”, até que um dia conhecemos a realidade, nua e crua, como ela realmente é.

Já se perguntaram porque nunca continuaram um conto de fadas depois daquelas reticências  The end? Afinal eles adoram fazer uma triologia… mas, enfim, isso é assunto para outro dia.

A nossa intenção aqui é expor (ou melhor compartilhar?) nossas idéias, opiniões e argumentos com tantas outras amigas afora, assim como também nós, (des)acreditam no “eu te amo” masculino.

Se v.c curtiu, entre e se esparrame pela sala. A pipoca está quase pronta.

abs,

Cristina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s